Repensar

Início » Dicas e sugestões » Vá a bem: reforço positivo

Vá a bem: reforço positivo

my-reward-chartimageExtstckrsmbsc8162843045365202_5jIJN0x8_b

Quantas vezes já disse frases do género: “já ralhei contigo tantas vezes e não mudas!” ou “todos os dias vais de castigo e continuas a fazer o mesmo?” Então porque não experimentar o reforço positivo, ou seja, dê mais importância e tempo aos comportamentos bons do que aos maus (o que não significa, claro, que não chame a atenção pelos maus, ou que os ignore…).  Simplesmente valorize mais quando a criança fizer um comportamento positivo. Tem duvidas que resulte? Imagine dois cenários no seu local de trabalho: no primeiro, o seu chefe está sempre a chamar a atenção por todas as falhas que comete, nunca acha o trabalho suficientemente bom, fica de mau humor  por um engano seu, mas sem sequer reparou que fez um trabalho extra que ficou excelente. Segundo cenário: o seu chefe elogia o facto de ter entregue o trabalho antes do tempo, agradece ter ficado mais uma hora a trabalhar no dia anteior, e dá-lhe um bónus pela sua pontualidade e assiduidade. Em qual das situações apetece-lhe mais fazer um bom trabalho ou levar trabalho extra para casa? Na segunda, claro! É assim com as crianças. Até porque todos sabemos que ás vezes o mau comportamento serve unicamente para chamar a atenção dos adultos. Porque não perceberem que o podem fazer de forma positiva?

Nas imagens acima vemos três exemplos de como o podemos fazer, mas pode imaginar outros que melhor se adequem à situação e à criança em questão (idade, gostos, motivação, tipo de recompensa, etc.) No promeiro exemplo temos um quadro de feltro, mas que pode perfeitamente ser uma folha branca de papel. O objectivo é: de cada vez que a criança fizer algo bom como ajudar nas tarefas domésticas, tratar dos animais, tomar banho sózinha, etc. recebe uma estrelinha ou outro simbolo qualquer acompanhado sempre de um grande elogio e um sorriso. Por exemplo: na casa do Joãozinho é sempre uma luta a horas dos trabalhos de casa e a mãe tem de ficar sempre ao lado dele. Um belo dia o Joãozinho faz sózinho uma cópia, durante 15 minutos. No entanto, a cópia tem a letra mal feita. A mãe do Joãozinho pode dizer algo como: “que bom! Já conseguiste fazer os trabalhos sózinho, sem a minha ajuda! Estás a ficar um homenzinho e estou orgulhosa! Para a próxima tentar ter também atenção à letra”. (cuidado, para não dar uma ideia paradoxal, tirando o brilho do elogio!). O Joãozinho ficará contente e no dia seguinte vai querer repetir a proeza. O mesmo acontece na sala de aulas quando a turma dá uma salva de palmas a um colega ou o professor faz um elogio À frente de toda a turma. Às vezes perguntam-nos: mas valos elogiar um comportamento bom quando ele já fez dez maus? Pois…. se perdeu trinta minutos com os maus e ignora o bom ele vai pensar: “de que serviu portar-me bem? O meu mau comportamento merece mais reconhecimento!”

Na segunda imagem temos os autocolantes que são uma forma engraçada de premiar a criança. pode colá-los no caderno, num álbum, na janela… As crianças irão sempre procurar ter mais, sabendo que para isso têm de dar algo em troca.

No segundo exemplo temos um frasco. De cada vez que “apanhar”  a sua criancinha a portar-se bem, coloque dentro algo como um berlinde e não se esqueça do elogio. Pode ainda combinar trocar um certo número de berlindes por uma recompensa, por exemplo: uma ida ao cinema equivale a 20 berlindes (atenção, estipule antes o número de berlindes necessários para cada prémio e cumpra, senão mais uma vez terá uma escalada de argumentos!)

Já reparou que nunca falámos em retirar estrelas, autocolantes ou berlindes quando a criança se porta mal? Pois… é que isso estragava a ideia do reforço positivo e acabava por ser uma troca constante de castigos e benefícios, que normalmente acaba com todas as partes amuadas e fartas de tanto argumentar. Já viu se todos os meses tinha de argumentar com o seu chefe o valor do seu ordenado, pesando aspectos positivos e negativos? Que canseira! Portou-se mal: não há prémio! E basta!

Catarina Homem Costa

Anúncios

Comentários

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Repensar

Sou psicóloga e este é um espaço para pensar e repensar o meu dia-a-dia, partilhar ideias, sugestões, informações e pensamentos

Pais criativos filhos felizes

Sou psicóloga e este é um espaço para pensar e repensar o meu dia-a-dia, partilhar ideias, sugestões, informações e pensamentos

Sou psicóloga e este é um espaço para pensar e repensar o meu dia-a-dia, partilhar ideias, sugestões, informações e pensamentos

Sou psicóloga e este é um espaço para pensar e repensar o meu dia-a-dia, partilhar ideias, sugestões, informações e pensamentos

www.manualdacrianca.net/

Just another WordPress.com site

Mum's the boss

Sou psicóloga e este é um espaço para pensar e repensar o meu dia-a-dia, partilhar ideias, sugestões, informações e pensamentos

Short Story of Life and Style

Love, life, family and everyday challenges on how to be happy

%d bloggers like this: